felicidade.

Muito feliz com a notícia de que a “Câmara de Braga vai afinal ficar com o Cinema São Geraldo para fins culturais“, muito triste com o título da notícia do dia seguinte: “Câmara de Braga não promete manter interior do cinema S. Geraldo“. Chegou o Vinicius e cantou A Felicidade. Mas como não há mal que sempre dure, vamos escrever outra canção e esperar, de pé.

Muito feliz pela luta da sociedade civil em torno da defesa da não demolição do cinema ter sido ouvida, muito apreensiva com a atitude da câmara, principalmente depois de ler a segunda notícia do Público. Uma Câmara que apartou sempre qualquer hipótese de dignificação do espaço – e que, quando pode, arrumou mesmo com a hipótese de classificar o imóvel [segundo proposta da CDU], não me transmite qualquer confiança. E por falar em Confiança, esperemos que não seja o São Geraldo uma versão dois do que aconteceu com a Fábrica: blá, blá, blá e depois, nada.

destruição.
Foi dado o primeiro passo para a não destruição do cinema. Contudo, porque “Ricardo Rio não se compromete com a manutenção da sala de cinema, uma vez que ela “está quase destruída”,  é preciso dizer que o único elemento destruído do cinema é a PLATEIA – que foi levantada para que a arqueologia pudesse trabalhar. SÓ. Salvo a plateia, o edifício está como estava há vinte anos, com vinte anos de desuso. SÓ. E isto não é um edifício destruído, é um edifício desabitado, mas com telhado – pelo que não há destruição. O interior do edifício é o que o edifício tem de mais sagrado. A escolher entre fachada ou interior, que se mantenha o interior.

projecto.
As primeiras negociações previam o arrendamento do Pé Alado, edifício hoje adjacente ao S. Geraldo [construído dentro da sua área], para aí instalar a Sede da União de Freguesias de São Lázaro e São João do Souto. Os vários problemas do projecto do empreendimento apresentado pela Arquidiocese – para os quais o São Geraldo Cultural alertou – significariam, a corrigir-se, numa diminuição da área da Junta, sem que se conseguissem resolver outras minudências do projecto. O aluguer do conjunto resolve, portanto, vários problemas. Já licenciou esta Câmara demasiados edifícios não regulamentares. E assim se prova, que, afinal, a Câmara sempre podia fazer alguma coisa, quando tantas vezes ouvimos dizer que não podia fazer nada.

negócio.
Nos anos 80, ao edifício do cinema S. Geraldo foi subtraído um terço do espaço, para construir um centro comercial a que se chamou de Pé Alado. Projecto logrado, albergou várias valências e está desabitado. O negócio inicial previa o arrendamento deste espaço para albergar a junta de freguesia por 6 500€ mensais. A este já de si mau negócio, acresce a área do S. Geraldo [dois Pés Alados, total de 3 Pés Alados], por 12 500€, o que perfaz um total de 18 500€, o que não é propriamente um valor baixo. Pagará a Câmara do Porto pelo Cinema Batalha, 10 000€, valor que devia ter servido de referência. Para baixar, não para subir. Afinal, trata-se de um conjunto unificado que pertence a um só proprietário. A opção de compra ao fim de dez anos, e o período de carência que estão previstos para o contrato, tudo bem, mas fica sempre a Igreja a ganhar, e muito, e nós, dependentes dela. E dá para a Igreja apregoar que está esta obra, deste modo, em consonância com os valores que defende. De defesa do património? Não creio. São obscuros os modos de proceder, dos dois poderes. É so ler os esclarecimentos saídos do Gabinete de Comunicação da Arquidiocese:  este, de março de 2016  e este, de julho de 2017.

futuro.
Esperamos que a Câmara queira continuar a ouvir a cidade e discuta o futuro projecto – e não apenas o de arquitectura – com os cidadãos. Continuaremos a defender a não demolição do cinema e uma adaptação feita de forma que possa um dia funcionar como tal, para além das outras valências que possa, entretanto, albergar, no âmbito da candidatura de Braga a cidade criativa da Unesco em Media Arts. Não fazia mesmo sentido algum a cidade de Braga deixar destruir um cinema neste contexto. Nem neste, nem em nenhum.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s